Por que KPIs de desempenho de processos é bom para a empresa?

Para os gestores que estão sempre em busca de meios para expandir os negócios e corrigir as falhas organizacionais, utilizar-se de alguns indicadores importantes é essencial. Neste post, vamos conhecer sobre os KPIs de desempenhos de processos.

Esses indicadores têm sido adotados em diversos tipos de negócio e constituem uma ferramenta valiosa para quem se interessa em elevar o nível geral de gestão de sua empresa e ainda extrair informações mais minuciosas sobre os processos empresariais. Confira!

O que são os KPIs?

Key Performance Indicators (indicadores-chave de desempenho) mensuram o desempenho dos aspectos críticos dentro de uma empresa. Esses indicadores são definidos pelos gestores para avaliar a performance de projetos diversos do negócio.

A partir dessa mensuração, é possível traçar estratégias e buscar melhorias para alcançar as metas estabelecidas. Os KPIs são utilizados por companhias de todos os portes e segmentos para facilitar a comunicação entre os colaboradores e manter as diretrizes alinhadas.

Alguns autores de obras de TI, como Efraim Turban, dividem os indicadores em dois tipos. O primeiro inclui aqueles indicadores que medem o desempenho em tempo real ou preveem resultados futuros. Já o segundo tipo avalia resultados de atividades passadas, como forma de minimizar danos ou verificar informações desencontradas, por exemplo.

Já outros autores trabalham com a noção de KPIs primários, secundários e práticos. Os indicadores primários indicam as metas gerais, que são divididas em KPIs secundários e práticos — estes últimos, de uso mais constante.

Quais são as vantagens dos KPIs?

Em um ambiente de negócios em constante evolução, é importante comparar, de forma periódica, os resultados obtidos com as metas predeterminadas. Os KPIs são eficientes ferramentas para mensurar se a empresa está trabalhando ativamente para cumprir seus objetivos.

Se os resultados conseguidos ainda estiverem longe das metas, os indicadores possibilitam que a instituição redirecione suas estratégias e repense seu modo de gestão. Podemos resumir algumas vantagens significativas da adoção dos KPIs:

  • extrair dados úteis para os negócios;
  • mensurar e comparar resultados e estratégias;
  • definir pontos de melhoria;
  • verificar efeitos;
  • analisar informações e sua utilidade;
  • traçar objetivos mais realistas a curto prazo;
  • embasar a tomada de decisão.

Quais são alguns exemplos de KPIs de desempenho de processos na prática?

Podemos considerar uma empresa que opere com quatro setores diferentes. No final de cada ano, os gestores reúnem o número total de demissões e admissões, como forma de organizar o índice de rotatividade na companhia.

No entanto, simplesmente visualizar uma quantidade fixa de colaboradores contratados e demitidos não oferece grandes detalhes que possam trazer melhoria efetiva aos processos. No entanto, é possível detalhar o procedimento: como a empresa reúne quatro setores diferenciados, é viável mapear as admissões e desligamentos em cada um deles e comparar os resultados.

Esse procedimento, mais organizado, constitui um KPI — no caso, um indicador efetivo de rotatividade na companhia. A partir desse resultado, é possível traçar estratégias mais específicas. Essas ações poderão mapear os motivos que levam um setor a demitir mais que o outro e o que a empresa pode fazer para melhorar.

A medição dos recursos de uma organização que fabrica e comercializa computadores personalizados para programadores pode ser outro bom exemplo. Vamos supor que essa companhia oferece dez tipos de equipamentos. Quase todos são vendidos no Natal, mas um dos modelos encalha, vendendo poucas unidades.

De posse desse indicador, o gestor pode suspender a fabricação desse modelo e investir nos mais bem-sucedidos. Ou pode ser, ainda, que esse produto que sobrou na prateleira renda mais que outros modelos ao longo do ano, mesmo que todas as unidades desse computador específico não sejam comercializadas. Todas essas questões podem ser analisadas com a adoção dos indicadores-chave.

Como pudemos ver no artigo, os KPIs são indicadores precisos para avaliar os desempenhos de processos na companhia. Assim, devem ser utilizados para incrementar a rotina organizacional, corrigir falhas e melhorar a produtividade.

KPIs de desempenhos de processos agregam valor direto ao negócio e operam efetivamente na correção de deficiências e na coleta e análise de informações.

Gostou do nosso texto e quer se informar mais sobre gestão de processos e tecnologia? Então, aproveite a visita e leia agora mesmo nosso artigo sobre como fazer um ciclo PDCA!

Rodrigo Cavallari

Sobre Rodrigo Cavallari

Desenvolvedor de software, trabalha com Desenvolvimento há 3 anos e respira programação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *