Quais são os tipos de Kanban e como utilizar?

A organização dos processos internos de uma empresa é crucial para que ela possa funcionar e crescer de forma sustentável, gerando lucros e reduzindo custos. Muitas vezes, começamos a empreender sem muito planejamento, levando mais tempo para realizar as tarefas essenciais e concentrando as funções em uma só pessoa. Contudo, o planejamento deve ser feito desde os primeiros dias, para que a empresa já inicie da maneira mais organizada possível.

Felizmente, existem diversas ferramentas que auxiliam na organização dos processos internos, desde as mais elaboradas até sistemas mais simples. Um desses métodos é o Kanban, desenvolvido na década de 60 no Japão e utilizado até hoje.

Você quer saber mais sobre o que é, como funciona e quais são os tipos de Kanban? Acompanhe este artigo que preparamos para você!

O que é o Kanban?

Kanban é uma palavra de origem japonesa, que pode ser traduzida para cartão ou sinalização. O método foi desenvolvido pela empresa Toyota na década de 60, como um modelo de controle e gestão de estoque, que utiliza sinalizações visuais, como cartões coloridos.

O sistema apresenta diversas vantagens, como eliminação de gastos e fluidez da produção, além de ter um baixo custo de instalação, tornando-se uma ferramenta eficiente para gestão e comunicação dentro das empresas.

Como funciona o Kanban?

O método funciona de maneira simples, fixando cartões coloridos em locais comuns da empresa. Cada cartão é colocado em colunas específicas que contêm as etapas de produção. Normalmente, inicia-se na coluna “para fazer”, passando pelas etapas de planejamento, execução, revisão e ajustes, até chegar à coluna de “trabalho concluído”.

Essa facilidade de visualização e interpretação permite que a comunicação entre a equipe seja mais eficiente, fazendo com que todos saibam quais tarefas estão disponíveis, quais ainda estão pendentes e quem está responsável por cada função.

Quais os tipos de Kanban?

Existem dois modelos básicos utilizados nas indústrias, que podem ser adaptados e aplicados no cotidiano empresarial. Além desses tipos de Kanban, existe um terceiro, que é composto pelos aplicativos.

Kanban de produção

Esse foi o primeiro modelo desenvolvido e consiste em um sistema com três colunas:

  • to do: tarefas disponíveis;
  • doing: tarefas em execução;
  • done: tarefas concluídas.

Cada cartão fixado em uma dessas colunas contém uma breve explicação das tarefas e dos prazos. Atualmente, esse método é adaptado de acordo com a necessidade de cada empresa, aumentando o número de colunas no decorrer das etapas do processo de produção.

O Kanban de produção é conhecido como “sistema puxado”, pois, cada vez que uma coluna fica vazia, uma tarefa que estava na coluna anterior pode preenchê-la, sendo puxada para a próxima coluna.

Kanban de movimentação

O Kanban de movimentação é uma ferramenta que procura evitar gargalos na produção, ou seja, a produção dependerá do ritmo de consumo e do giro das peças e mercadorias. Esse sistema, apesar de parecer lento, acaba se mostrando extremamente eficiente, tornando possível a aplicação consciente dos recursos físicos e financeiros.

E-Kanban

O E-Kanban consiste no processo eletrônico do Kanban. Ele funciona, normalmente, com as três colunas básicas do modelo de produção, contendo as tarefas disponíveis, aquelas em execução e as concluídas. A vantagem é que ele pode ser acessado por meio de aplicativos e em qualquer lugar, facilitando a gestão e podendo ser utilizado desde o processo de produção até o controle de estoque e projetos de marketing.

Quais os benefícios de utilizar o Kanban?

Independentemente do tipo de Kanban aplicado na empresa, ao utilizar essa ferramenta, é possível aumentar a produtividade da equipe, reduzindo o tempo ocioso e de execução das tarefas. Assim, são diminuídos os custos e desperdícios na organização.

O método Kanban é uma ferramenta de gestão de produção, que auxilia o empreendedor que quer crescer de maneira sustentável. Além de ser eficiente, ele é um sistema prático e de baixo custo, que pode ser utilizado, inclusive, por meio de aplicativos. Portanto, é uma excelente opção para aplicar na sua empresa.

Gostou do nosso conteúdo sobre os tipos de Kanban e quer saber mais sobre sistemas de gestão e qualidade? Assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos como este na sua caixa de entrada!

Rodrigo Cavallari

Sobre Rodrigo Cavallari

Desenvolvedor de software, trabalha com Desenvolvimento há 3 anos e respira programação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *