Veja 5 principais tipos de riscos empresariais

A administração de um negócio é complexa e envolve diversas variáveis que vão muito além dos assuntos financeiros. Nesse sentido, é fundamental conhecer os principais tipos de riscos empresariais e as melhores maneiras de evitá-los.

Contudo, pode ser difícil categorizar as ameaças, principalmente quando não há uma gestão de riscos eficiente em seu negócio. Sem o gerenciamento adequado, até falhas menores podem comprometer a rentabilidade e a reputação da empresa.

Pensando nisso, preparamos um conteúdo especial para que você conheça os principais riscos e consiga combatê-los de forma efetiva. Confira!

Qual é a importância da gestão de riscos?

Primeiro, é uma boa ideia conceituarmos o que são os riscos: ocorrências, internas e externas, que causam incertezas na gestão de um negócio. Quando eles se acumulam e somam-se a um gerenciamento precário da empresa, há a possibilidade de prejuízos significativos.

Para combater efetivamente essas ameaças, surge a gestão de riscos. O conceito define um conjunto eficiente de ações estratégicas que têm como objetivo principal a identificação e correção de desvios que comprometam o gerenciamento adequado. Dessa forma, a companhia passa a atuar diretamente na prevenção de perdas.

É importante notar que a gestão cuidadosa dos riscos não se limita apenas à prevenção de danos — ela também agrega valor ao negócio. Isso porque pode ser aplicada em diferentes cenários, como na necessidade de implantação de novas estratégias não previstas no planejamento, na otimização do ambiente de trabalho e no reparo a danos significativos ao negócio.

Quais são os principais tipos de riscos empresariais?

O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) utiliza uma categorização interessante dos riscos, que leva em consideração a origem (interna ou externa à organização) e a natureza dos eventos. Assim, eles podem ser estratégicos, financeiros ou operacionais.

Já o autor Antônio Celso Ribeiro Brasiliano, em seu livro “Gestão e análise de riscos corporativos”, adiciona mais uma categoria: os riscos de conformidade. Vamos conhecer, agora, mais sobre alguns deles, acrescentando uma categoria importante: as ameaças cibernéticas.

1. Riscos estratégicos

As estratégias são conjuntos de ações e diretrizes que mobilizam os recursos de uma organização visando ao ganho de competitividade em longo prazo. Elas objetivam a proteção e a adaptação às oscilações do mercado como um todo.

Assim, os riscos estratégicos levam em conta o posicionamento da organização e são os que mais impactam a tomada de decisão dos gestores. Além disso, eles são influenciados de forma contínua pelo ambiente externo, por determinados fatores, como:

  • o cenário político do país;
  • o panorama macroeconômico;
  • as evoluções tecnológicas;
  • as mudanças nas regulações.

Para entender e mensurar perdas e ameaças ocasionadas pelas flutuações do mercado, é muito importante mapear, de forma precisa, todos os fatores que impactam os preços dos ativos da empresa. Evitar investir na utilização de novas tecnologias é um exemplo de ação que prejudica toda a estratégia de longo prazo da sua companhia.

É interessante notar que, entre os riscos estratégicos, incluem-se as ameaças relacionadas à imagem da organização, que podem prejudicar a reputação geral da empresa no mercado. Além disso, a governança corporativa e a responsabilidade social também estão incluídas nesse conjunto.

2. Riscos financeiros

Já os riscos financeiros são aqueles que prejudicam diretamente o fluxo de caixa do negócio, além de comprometerem o capital de giro e o patrimônio. A perda de saúde financeira é um problema que afeta diferentes organizações, de diversos segmentos.

Como exemplos, podemos citar o risco de endividamento, quando o nível geral de inadimplência é bastante elevado em comparação ao patrimônio e aos recursos gerais da organização. O risco de liquidez também é outra ocorrência comum, quando há a pouca capacidade de converter insumos em rentabilidade.

Para combater os riscos financeiros, é fundamental elaborar relatórios personalizados de forma regular. Isso vai garantir um maior controle por parte dos gestores, que visualizarão todo o panorama financeiro da companhia de forma mais precisa.

3. Riscos operacionais

Os riscos atrelados às operações são aqueles que resultam em perdas significativas para a empresa, decorrentes de falhas operacionais e de influência externa. Evitar realizar backups periódicos em documentos importantes para o negócio é um exemplo de deficiência relacionada a essa classificação.

Eles são especialmente perigosos quando geram retrabalho e atrapalham todas as metas e cronogramas. Isso porque as entregas de produtos aos clientes sofrem atrasos, o que compromete a fidelização desses consumidores.

Um meio importante para combater esse tipo de ameaça é a padronização e integração dos processos operacionais. Isso pode ser feito por meio de softwares de gestão e de soluções digitais destinadas a prover a visualização das rotinas empresariais como um todo.

4. Riscos de conformidade

Também conhecida no meio corporativo como compliance, a conformidade se relaciona ao cumprimento devido da legislação e dos regulamentos aplicáveis ao negócio. De forma geral, tem a ver com a responsabilidade jurídica da instituição.

O não cumprimento das regulamentações e normas impostas à empresa pode resultar na perda de oportunidades de negócio, em sanções governamentais e em um abalo considerável na relação direta com os clientes. Podemos citar como exemplos práticos de riscos relacionados à conformidade:

  • a perda de documentação;
  • a insolvência;
  • as práticas ilegais;
  • a falta de representatividade de um negociador em específico.

5. Riscos cibernéticos

Ciberataques e fraudes virtuais, em geral, são muito comuns, inclusive no ambiente corporativo. Assim, podemos falar que os riscos cibernéticos já caracterizam um tipo específico de ameaça, principalmente com o protagonismo da tecnologia na geração de novas oportunidades de negócio.

Para esse tipo de ameaça, é uma boa ideia investir na segurança da sua informação e no controle mais rigoroso dos acessos. Assim, é essencial priorizar licenças originais, programas mais completos de antivírus e certificados digitais que garantam a transparência nas transações digitais.

Além disso, consultores especializados na área de TI podem municiar a organização com informações úteis para garantir defesas sólidas contra invasões.

Como minimizar esses tipos de riscos empresariais?

É essencial a conscientização dos colaboradores sobre os diferentes tipos de riscos. É comum que muitos profissionais atentem somente aos fatores financeiros, mas, como vimos, há outras ameaças significativas às rotinas empresariais.

Outro aspecto interessante para se levar em consideração é que o combate a todos esses tipos de riscos empresariais envolve a visualização do panorama atual da empresa. Isso pode ser proporcionado por ferramentas robustas de gestão que facilitem a personalização e a aplicação das mudanças necessárias em sua companhia.

Assim, será possível organizar tarefas complexas e realizar auditorias, até mesmo, por meio de um smartphone, uma opção importante para empresas que priorizam a mobilidade corporativa. É possível, ainda, contar com parceiros de alto nível para a implantação de indicadores de desempenho e para a integração entre sistemas modernos e serviços.

Como vimos no post, as ameaças que rodeiam um empreendimento são representadas por vários tipos de riscos empresariais. A boa notícia é que é possível contar com tecnologia de ponta para garantir a visualização dos dados e análises precisas do negócio como um todo.

Gostou do post e quer saber mais sobre gerenciamento eficiente? Então, leia agora mesmo o nosso artigo sobre como fazer gestão de riscos em sua companhia!

Célio Silva

Sobre Célio Silva

Desenvolvedor de software apaixonado pelo que faz, com mais de 8 anos de experiência, na maioria em Java, desenvolvendo e criando aplicações com as últimas tecnologias, aprendendo e quebrando paradigmas um pouco a cada dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *